Campanha Amigos do ECV decola para garantir um 2017 cheio de novas experiências

Compartilhe
Sab, 10/12/2016 - 17:52

Há mais de trinta anos em plena atividade, o Espaço Ciência Viva (ECV) lançou a campanha Amigos do ECV, neste segundo semestre, a fim de obter recursos para dar continuidade ao trabalho de divulgar e popularizar a ciência no país. Ao longo de todo esse tempo, professores, graduandos, pós-graduandos e técnicos de diversas instituições de ensino atuaram juntos para levar conhecimento científico de qualidade para milhares de adultos e crianças em ambientes de aprendizagem não formais. 

 

Manter esse enorme galpão, sede do Museu, com dezenas de módulos permanentes e oficinas temáticas customizadas, à disposição dos visitantes dos Sábados da Ciência, de professores e mediadores nos cursos de formação e capacitação e de alunos da rede pública e privada, que realizam visitas agendadas, não é tarefa simples.  Mas a diretoria do ECV assim como os mediadores-bolsistas e inúmeros voluntários se unem na tarefa diária de discutir e encontrar o melhor caminho para viabilizar esse encontro com o público de forma prazerosa e prática. E o resultado não poderia ser outro: aprendizado divertido e instigante garantido para todos!

 

Vivemos tempos difíceis, principalmente quando se trata de estimular iniciativas voltadas para as áreas de educação e saúde no Brasil.  A atual crise político-econômica não nos permite ver uma luz no fim do túnel a curto e médio prazo. Por isto, surgiu a necessidade de recorrer, ainda este ano, a uma proposta alternativa, capaz de ajudar a arrecadar fundos, para manter em funcionamento parte das atividades do museu com 100% de qualidade: Campanha Amigos do ECV.

 

José Ribamar Ferreira -  engenheiro civil, colaborador do Museu da Vida e presidente da ABCMC (Associação Brasileira de Centros e Museus da Ciência) -  já aderiu à campanha e fala um pouco sobre as motivações que o levaram a participar: " Quero contribuir para a permanência de um museu de ciência que é histórico pelo seu pioneirismo no campo dos centros e museus de ciência interativos no Brasil. Além disso, faço aqui uma reverência aos seus fundadores, pessoas da maior importância na área da divulgação científica no nosso país, como o saudoso Maurice Bazin, e ao incansável trabalho dos professores da Biofísica / UFRJ, como Eleonora Kurtenbach, Pedro Persechini e Robson Coutinho."

Diante das dificuldades que o Espaço Ciência Viva  vem enfrentando, em face da falta de amparo institucional e de políticas públicas bem estabelecidas por parte do Estado, nos seus três níveis de poder, José Ribamar considera esta campanha uma iniciativa interessante a que devem se somar outras formas de captação de recursos.

Inês Persechini, engenheira há mais de 35 anos, mora em Brasília e acompanha a agenda dos eventos realizados pelo Espaço Ciência Viva pela internet (site e facebook).  Foi justamente o interesse pela ciência e a certeza de que os recursos arrecadados pelos "Amigos do ECV" serão bem utilizados que fizeram com que Inês fosse uma das primeiras a aderir a essa campanha.  Nas palavras dela: "Admiro profundamente as pessoas que estão na linha de frente, contribuindo também com exaustivas tarefas, doando tempo, dedicação e conhecimentos, além de recursos financeiros. Penso que muitas pessoas podem ter um futuro melhor se bem amparadas e orientadas. Tenho me preocupado em contribuir também singelamente com algumas outras instituições, notadamente aquelas voltadas para causas sociais. Quando vejo iniciativas que podem trazer resultados rapidamente, me interesso." Inês ainda se coloca à disposição para divulgar a campanha Amigos do ECV para o seu grupo pessoal de amigos, ampliando consideravelmente a rede conectada em manter as atividades do ECV em funcionamento.

"Como não apoiar um projeto pioneiro aberto à participação popular? O ECV começou na praça, nas ruas, convidando todos à experimentação, um modelo diferente e divertido de aprender fora da sala de aula."  É desta forma que José Renato Monteiro, curador nacional do Projeto VerCiência, se refere a importância de manter viva a chama desse trabalho.  "O ECV é uma ONG com mais de trinta anos de existência, que se mantém com recursos próprios e com o apoio de professores, bolsistas, colaboradores e voluntários. Vi quando eles transformaram o galpão da Rua Heitor Beltrão em um imóvel lúdico. O grupo abraçou a causa: todos arregaçaram a mangas e trabalharam muito para popularizar e divulgar a ciência, através do diálogo, do convite a uma proposta diferenciada" - finaliza José Renato.

Agora precisamos contar com o apoio de todos que já conhecem, de alguma forma, o trabalho do ECV e acreditam muito nesta causa, para mobilizar o maior número de pessoas a aderir a essa campanha.  Para participar é simples: escolha o valor e a modalidade de pagamento (contribuição mensal ou anual), preencha a ficha de adesão à Campanha Amigos do ECV; faça o depósito na conta corrente: Banco Itaú, agência 0281,  conta 78055-1 (CNPJ do ECV: 28.021426/0001-40) e envie o comprovante de pagamento para o e-mail amigos@cienciaviva.org.br . Veja o passo a passo detalhado em www.cienciaviva.org.br/campanha_amigos_do_ecv e conheça também os benefícios disponíves para os amigos do ECV.