Iso-gravura: Técnica de xilogravura usando isopor

    O isopor, conhecido cientificamente pelo nome de poliestireno expandido (EPS), se jogado ao lixo leva segundo estimativas 150 anos para se decompor. Nos aterros sanitários, além de ocupar muito espaço a compactação causada pelos restos de isopor prejudica a decomposição de materiais biodegradáveis. Se jogado em rios e mares, as pelotas de isopor podem ser ingeridas por organismos marinhos podendo até mata-los.

    Essa composição (98% de ar e 2% de plástico) é um problema quando nos referimos à precária aceitação das maiorias das cooperativas e empresas do setor de reciclagem. Isso acontece porque o volume do isopor quando derretido cai para 10 % do que foi coletado. Sem contar do grande volume que ele ocupa, encarecendo seu transporte e consequentemente sua reciclagem.

    Por fim, se for queimado, o isopor libera gás carbônico contribuindo, portanto, para a poluição do ar e para o aquecimento global.

    Com base nessas informações, o Espaço Ciência Viva criou um módulo que com o auxílio da arte desse um caminho para uma possível solução para a falta de alternativas quanto ao destino do isopor. O objetivo é tornar o público conhecedor da importância da reutilização ambiental através da reflexão e do contato, realizando um trabalho artístico acreditando ser de suma importância para estimular a sensibilidade.

    A atividade é a criação de uma nova técnica chamada de isogravura (gravura em isopor) que consiste na utilização das famosas bandejas de isopor no lugar da madeira (xilogravura) na produção de um tipo de gravura. Essa técnica de gravura é interessante para reprodução de um mesmo desenho em série de modo rápido e menos trabalhoso. Também funciona bem em tecido, servindo portanto para a confecção de camisetas, lenços, cartazes, capas, etc

Materiais: 1) papel, 2) lápis e apontador, 3) bandejas de isopor, 4) tintas guache e 5) pincéis)
Precisamos de uma ponta fina!
Agora, fazemos o desenho marcando sem furar o isopor
Termine de desenhar! Lembre-se: o desenho deve ser "espelhado" porque na hora da impressão vai ficar invertido
Verifique se a placa de isopor não furou
Pinte este lado da placa de isopor
Iso-gravura: Técnica de xilogravura usando isopor
Iso-gravura: Técnica de xilogravura usando isopor
Pronto!
Agora, pressione levemente a face pintada sobre o papel
Mantenha pressão!
Suspenda  a placa sem borrar
Olha!
..mais gravuras..
...e mais!