Piteira Azul: a agave da deusa asteca Mayaheul

Autoras: Tania Goldbach, Larissa Farias.

PASSEIOS PELO JARDIM DIDÁTICO MARIA DE LOURDES BARRETO SANTOS.

Nos visitem na área JARDIM AMBIENTES ÁRIDOS

Foto: Piteira Azul, no Jardim Didático Maria de Lourdes Barreto Santos, (c) Paulo Henrique Colonese.

a

MINHA IDENTIDADE

Nome popular: Piteira Azul.

Outros nomes: Agave.

Nome científico: Agave americana.

Espécie ameaçada de extinção: ( ) Sim.   (x) Não.

MINHAS HISTÓRIAS

Como meu nome diz, sou oriunda da região caribenha, recobrindo a área das Antilhas ao México. Meu nome científico “Agave” vem do grego “agavos” que significa “ilustre”.

Na cultura Asteca, a Deusa do maguey (bebida alcóolica), Mayaheul tem uma agave como símbolo que representa saúde, longevidade, festividade e fertilidade. Para o povo Nahualtl, habitantes nativos do oeste do México, a planta era adorada por representar o poder terreno da deusa Mayaheul sobre o vento, a chuva e as colheitas. Mayaheul era casada com o Deus da Medicina, Petecatl. Mayaheul e Petecaltl tiveram 400 filhos, os coelhos beberrões.

Representação da deusa Mayaheul com sua planta símbolo agave ao fundo.
Deus dos Beberrões, Tezcatzoncatl, um dos 400 Coelhos Beberrões (filhos de Mayaheul e Petecatl).

No início do século XVI, os conquistadores espanhóis encontraram o povo Nahuatl produzindo uma bebida, chamada de “pulque” (originalmente iztac octli, o “vinho branco”), a partir da fermentação da planta agave; sendo usada principalmente em cerimônias religiosas e para fins medicinais.

Pulque, uma das bebidas produzidas a partir de plantas agave.

Nós, Piteiras, somos famosas por conta da Piteira Azul (Agave americana), utilizada na produção de outra bebida alcoólica, a famosa tequila. Devido a esse uso, somos um importante símbolo comercial para os países latinos.

COMO ME RECONHECER?

Sou uma planta de caule curto, com folhas longas, estreitas e pequenos espinhos densos nas margens terminando a ponta das folhas, dando a elas o aspecto de espadas, formando uma roseta grande que chega a 2 metros de altura.

É comum que eu seja comparada a “coroa” do abacaxi.

Só floresço uma vez na vida, indicando que estou adulta, o que pode levar até 10 anos para acontecer. Após esse evento, meu crescimento se torna acentuado.

HABITAT / ORIGEM

Sou adepta a ambientes muito quentes e secos, tendo dificuldades de me manter saudável no frio intenso. Prefiro solos mais firmes e pouca sombra.

No Brasil, tenho maior predominância no bioma Caatinga, mas estou espalhada por todos os lugares por ser muito usada por paisagistas.

NATUREZA E ARTE

Detalhe do mural de mosaico de arte pública do Aeroporto Internacional de Tucson, Agave e beija-flores,
2011 da artista plástica Sue Beranzos.

Sou conhecida como uma planta ornamental, ou seja, tenho maior uso para jardins planejados, não sendo recomendável que eu seja cultivada em áreas de passagens de pessoas.

CUIDADOS E SAÚDE

Apesar do alto grau de toxicidade, sou muito utilizada na medicina popular.

O chá feito das minhas folhas é usado como antidiurético e, também, posso ser usada como anti-inflamatório ao ser aplicada em feridas externas. Mas os chás de agaves devem ser evitados por grávidas e recomenda-se o seu consumo com orientação de nutricionista.

REFERÊNCIAS

  • SCARANO, Fabio R. et al. Biomas brasileiros: retratos de um país plural, Rio de Janeiro. Casa da Palavra, 2012.
  • LORENZI, Harri. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa, SP, Editora Plantarium, 1a edição, 1992.
  • ROYAL BOTANIC GARDENS, KEW AND MISSOURI BOTANICAL GARDEN. (Org.). The Plant List: A working list of all plant species. The Plant List, 2013.
  • The Complete Mesoamerican and more… (blog). Os Astecas e os 400 Coelhos.

2 Comments on “Piteira Azul: a agave da deusa asteca Mayaheul”

  1. A agave original é a agave azul (Agave tequilana). Existem muitas espécies de agaves. Essa se caracteriza pelo tom azulado e seu grande tamanho. A bebida normalmente é fabricada tradicionalmente com agaves azuis de 12 anos, mas variações da idade e do local onde é plantada produzem variações em seu sabor. É baseada numa bebida pré invasão espanhola criada pela população original do México.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.