‘Rey, ciência em defesa da vida’

Fonte: Instituto Oswaldo Cruz, FIOCRUZ,

Documentário ‘Rey, ciência em defesa da vida’, ganha lançamento simultâneo em DVD e plataformas digitais, com acesso gratuito pela internetA história de Luis Rey, cientista de projeção internacional que dedicou sua vida ao combate das doenças da pobreza, está agora disponível para o público. O documentário ‘Rey, ciência em defesa da vida’ foi lançado simultaneamente em DVD e plataformas digitais no dia 25 de maio de 2018, durante as comemorações dos 118 anos do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). O filme é uma produção do Serviço de Jornalismo e Comunicação do IOC com o apoio da VideoSaúde/ICICT e integra o selo Fiocruz Vídeo. Confira o trailer:

Produzido em média metragem, o documentário pode ser acessado em diferentes plataformas pela internet. No canal da VideoSaúde no YouTube (youtube.com/videosaudefio), é possível assistir gratuitamente ao trailer e ao filme na íntegra e em alta definição. A disponibilização gratuita do documentário ao público está alinhada à Política de Acesso Aberto da Fiocruz, que promove a livre disponibilidade do conhecimento produzido pela instituição a qualquer usuário. Entre os benefícios da política estão a ampliação da divulgação científica no escopo das atividades da Fundação e a preservação da memória institucional. Assista ao documentário na íntegra:

As muitas facetas de um personagem inspirador
Um médico idealista, que ainda estudante se apaixonou pelo estudo e enfrentamento das doenças da pobreza. Um cientista e professor preocupado com as determinações sociais da saúde. Um militante comunista cassado pela ditadura e que, no exílio, ganhou projeção internacional ao promover, a serviço da OMS, o controle da esquistossomose na Tunísia. Um autor de obras de destaque na parasitologia e na medicina. Luis Rey se apresentou como um personagem multifacetado e inspirador, que motivou os diretores Marina Saraiva, do Serviço de Jornalismo e Comunicação (Sejor) do IOC e Wagner de Oliveira, da VideoSaúde, a dois anos de pesquisas e entrevistas. As imagens são do cinegrafista e editor Josué Damacena, também do Sejor.

O filme revela a última entrevista concedida pelo cientista, aos 98 anos, pouco antes de seu falecimento em 05 de março de 2016. E conta ainda com os depoimentos de Luis Rey colhidos pelos pesquisadores do projeto de História Oral da Casa de Oswaldo Cruz, em junho de 2002. O perfil do renomado parasitologista é traçado também com os depoimentos de colegas, discípulos, da filha caçula, Clara Rey e do diretor do Departamento de Controle de Doenças Tropicais Negligenciadas da OMS, Dirk Engels. A família do cientista permitiu o acesso ao acervo de documentos e objetos. Fotógrafo de talento, Luis Rey deixou um rico acervo de imagens que contribuíram para a produção do documentário. Os diretores empreenderam ainda uma busca pelos documentos referentes a Luis Rey nos arquivos da ditadura militar, do então Departamento Estadual de Ordem Política e Social (DEOPS) de São Paulo, mantido pelo Arquivo Público do Estado de São Paulo.

Para conhecer mais sobre a vida e obra de Luis Rey, confira:


:: Homenagem ao centenário de nascimento do cientista

:: Seu depoimento pelos 110 anos do IOC e da Fiocruz

:: Matéria especial sobre seus 95 anos de missões cumpridas

:: Reportagem sobre o dia em que a Ciência se despediu do mestre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.