Astronomia Sem Telescópio: Mirador Circumpolar.

Capa: Mirador Circumpolar do Parque Astronômico La Punta.

Série AST: Astronomia sem Telescópio. Instrumentos.

Adaptado de Horacio Tignanelli, El Solar de las Miradas, no Parque Astronómico La Punta. PALP.

Um observador posicionado em qualquer lugar sobre a circunferência do Equador terrestre pode apreciar, simultaneamente, a metade das estrelas do hemisfério celeste norte e a metade das do hemisfério celeste sul.

Se pudesse observar durante 24 horas veria a totalidade das estrelas possíveis de distinguir a simples vista, ainda que somente a metade em cada instante; mas em nosso planeta esse lapso de observação a olho nu não é possível porque durante o período diurno, a luz solar impossibilita a visão das estrelas.

Um observador que esteja situado exatamente no polo sul da Terra não verá nenhuma estrela do hemisfério celeste norte; mas terá uma visão continua de todas as estrelas do hemisfério celeste sul. Algo análogo sucede com um observador posicionado no polo norte.

Nesse local tão particular, qualquer dos polos terrestres, se tem a impressão de que as estrelas descrevem trajetórias circulares paralelas ao horizonte (almicantarados).

O céu visível em qualquer lugar posicionado entre o Equador e o polo sul da Terra (por exemplo na cidade de La Punta, San Luis) corresponde ao hemisfério celeste sul da esfera celeste: ali um observador veria algumas estrelas do hemisfério celeste sul e outras do hemisfério celeste norte.

Este caso é o mais comum, a maioria das pessoas está em latitudes intermediárias entre o Equador e um de ambos os polos.

Algo que um observador em La Punta também vê é que algumas estrelas ficam sempre sobre o horizonte, ou seja, nunca as verá nascendo ou se pondo.

São estrelas que não possuem nascimento nem poente e se movem no céu traçando uma circunferência ao redor do polo celeste sul. Essas estrelas são denominadas circumpolares (estrelas que circulam o polo).

Quando se oculta o Sol e anoitece, as estrelas circumpolares já estão ali.

Quando acaba a noite e amanhece, as deixamos de ver, porém elas continuam girando ao redor do polo celeste sul durante todo o dia.

NO EL SOLAR DE LAS MIRADAS

O Mirador Circumpolar montado no El Solar de las Miradas é um dispositivo semelhante à Cúpula de Cristal, mas que recorta a mirada do observador a somente um setor da esfera celeste, o que justamente possui as estrelas circumpolares visíveis no hemisfério celeste sul.

O propósito deste dispositivo é similar ao da Cúpula de Cristal, ou seja, identificar algumas das principais referências geométricas usadas por os astrônomos para modelar o céu.

Por sua vez, se distingue da Cúpula de Cristal pois permite identificar rapidamente os astros circumpolares e materializar os limites celestes de seu movimento aparente.

Em sua estrutura de base se representa um setor do horizonte a certa altura sobre o nível do prédio. Sobre a mesma, mediante varetas de metal de forma circular, se dão forma a fragmentos das principais circunferências celestes, a saber:

  • o primer vertical, que permite identificar os pontos cardiais leste e oeste sobre o setor do horizonte materializado.
  • o meridiano local, que permite identificar o zênite do observador, a direção do polo celeste sul e, sobre o horizonte, a direção do ponto cardial sul.
  • • o arco diurno que define o movimento aparente de um astro não circumpolar, cuja inclinação em relação ao horizonte coincide com a do Equador celeste no lugar.
  • Junto a estes elementos, este artefato possui um aro incorporado que chamamos circunferência circumpolar, que materializa o setor da esfera celeste onde se movem as estrelas circumpolares.

A circunferência circumpolar está centrada no polo celeste sul e seu diâmetro representa o limite da declinação máxima para que uma estrela seja considerada circumpolar, no local de posicionamento do El Solar de las Miradas.

A inclinação da circunferência circumpolar do artefato é semelhante à do arco diurno incluído no dispositivo.

Além disso, o Mirador Circumpolar inclui dois almicantarados:

  • uma definida pela altura do polo celeste sul.
  • e outra que passa pelo limite superior da circunferência circumpolar. (Sua altura sobre o horizonte é igual à latitude do lugar).

E dois marcadores sobre a base do horizonte, que assinalam as direções do nascimento e poente do Sol no solstício de verão.

Na estrutura montada no El Solar de las Miradas, foi usado canos de ferro maciço de 0,8 cm de espessura e a base semicircular é de concreto e de 440 cm de diâmetro, de 20 cm de altura e 20 cm de largura, dando uma altura circular de 220 cm para o primer vertical.

Todos os materiais foram tratados especialmente para suportar a intempérie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.