Ciência em PoesIA: Artificial

aparente e fingida sou eu
e se aquela flecha da agulha
num hemisfério como o meu
uma vibradora de restrição

entre expertos
a memória serei faculdade
dentro de ti, encéfalo cidade
pasmei na norma das bombas das limitações

se em vez de isqueiros foicem bombas
bombas mortas, impressora
mais maquinal que a máquina pura
ao computador ao calculador

e tu as minhas líderes também
mandris poetas, peças delicadas

O soneto acima é humano ou artificial? Como você avalia?

O soneto foi criado pelo Poe TryMe – uma plataforma inteligente para geração automática de poesia, com uma arquitetura versátil que proporciona um alto nível de customização. 

Antes de gerar um poema, o usuário pode definir vários parâmetros, incluindo

  • a língua,
  • a forma da poesia,
  • os modelos de linha,
  • o conhecimento semântico disponível,
  • as palavras-semente iniciais que definem o domínio de geração,
  • o sentimento transmitido
  • e a estratégia de geração. 

A língua escolhida foi Português, a forma Soneto, e cinco “sementes”:

inteligência, cérebro, máquina, computador, artificial

Poe TryMe é desenvolvido no Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra , Portugal, principalmente por Hugo Gonçalo Oliveira , e faz parte da pesquisa do Tra-la-Lyrics , sistema que gera texto em português, baseado em ritmo. 

O primeiro protótipo do PoeTryMe data de 2009, mas tem sido alvo de diversos desenvolvimentos e instanciações nos últimos anos. 

Tem sido utilizado, principalmente, para gerar poesia em português, mas, em 2014, foi adaptado para o espanhol e, em 2015, para o inglês. 

Também tem sido usado para produzir letras de músicas, poesias (vagamente) inspiradas no Twitter, ou baseadas em fatos referidos em documentos textuais.

alguém quer este troço de partida?
e esse teu ar cruel e sinistro
ás experiências, aos inícios
santos milagreiros, achaques, vícios

amor é uso, amor é sistema
hoje, amanhã, impressões, tema
são experiências, são colapsos
acorda a aptidão que me bossa

de experiências de pesquisa
passam-se os sensores, impressões
quer de disfarce quer de camisa
passam-se os cursos, erudições

cru, cruel, duro a humano trato
que lhe seja cruel ou carniceiro

Sementes: inteligência, jogo, aprendizagem, matemática, prazer.

Crie uma poesia com o POE TRYME!

Escolha algumas palavras sementes e crie uma poesia.

https://poetryme.dei.uc.pt/

Compartilhe conosco a poesia e suas sementes geradoras. Coloque aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.