Ciência em Poesia: Amor reservado a eclipses e a passagem de cometas

Capa: Eclipse Solar total, 2017. Fotógrafo: Armin Kübelbeck, Licença  CC-BY-SAWikimedia Commons, Kuebi

Alane Rollings, (Estados Unidos). Madri+d, Poesía y Ciencia. Sección dirigida por Miguel García-Posada.

Alane Rollings é autora de poemas, com vários livros publicados: The Logic of Opposites (1998), In Your Own Sweet Time (1989), The Struggle to Adore (1994), To Be in This Number (2005).  Alane Rollings demonstra originalidade e um estilo poético pessoal, moldando eventos pessoais e mundiais no século XX. Em suas obras, Alane faz uma varredura histórica incluindo o nascimento do Jazz, a II Guerra Mundial o antissemitismo, a ascensão do rock, o movimento pelos direitos civis e a expansão da consciência das mulheres. Sempre tendo em mente os papéis tanto da consciência global quanto individual, examina uma variedade de temas em torno das relações familiares, raciais e de gênero para ver como elas progrediram (ou não). Cada poema é parte de uma jornada incomum e corajosa por meio de narrativa poética, emoção profunda e linguagem íntima.

EL AMOR RESERVADO PARA ECLIPSES Y EL PASO DE COMETAS

Comenzamos antes del comienzo:
todo menos nuestra existencia puede ser explicado.
Tenemos nuestros días, desiguales como los de Saturno,
y de ellos inventamos nuestros años de extensión incierta.
De todos los milagros posibles, preferimos los espectáculos arriba y abajo cuyo propósito parece ser la diversión de los planetas.

Começamos antes do início:
tudo, exceto nossa existência, pode ser explicado.
Temos nossos dias, desiguais aos de Saturno,
e deles inventamos nossos anos de duração incerta.
De todos os milagres possíveis, preferimos os espetáculos acima e abaixo cujo propósito parece ser a diversão dos planetas.


Tenemos unos cuantos recuerdos para justificar nuestro futuro
tanto como los milagros que esperamos para justificar nuestro pasado: la pausa en la luna llena, el momento antes de un abrazo
o después de un parto, representativos de nuestra estancia sencilla, ansiosa, en la tierra.¿No es el cielo un poco accidental?

Temos algumas memórias para justificar nosso futuro
tanto quanto os milagres que esperamos justificar nosso passado: 
a pausa na lua cheia, 
o momento antes de um abraço
ou depois de um parto, representativo de nossa simples permanência, ansiosa, na terra. 
O céu não é um pouco acidental?

Calculo mis cucharadas de sodio y azufre,
lista para duplicar las grandes soluciones de la historia de la ciencia.
¿Es esto medicina? No ha curado un alma.
Es suficiente para hacerte pensar que las estrellas
no van a ninguna parte. Danos algo humano.

Calculo minhas colheres de sopa de sódio e enxofre,
pronto para duplicar as grandes soluções da história da ciência.
Isso é medicamento? Não curou uma alma.
É o suficiente para fazer você pensar que as estrelas
não vão a lugar algum. Dê-nos algo humano.


Una maquinación de deseos que podemos llamar <<el deseo>>,
que exige que te olvides de establecer condiciones, que te acerques
con ternura, que acaricies transparentemente, que te des cuenta
de cuánto hay que aprender del cuerpo para conseguir un sentido de la existencia. Tan sencillo, este sentido.
El primer pensamiento que cruzó por la mente de Dios.
Tan humano él.

Uma maquinação de desejos que podemos chamar de << o desejo >>,
que exige que te esqueças de estabelecer condições, 
que você se aproxime com ternura, 
que acaricies transparentemente, que percebes
quanto você tem que aprender com o corpo para obter um sentido de existência. Tão simples, esse sentido.
O primeiro pensamento que cruzou a mente de Deus.
Tão humano ele.

Estoy pidiendo la luna o su equivalente:
una constelación en forma de corazón o un ocaso que ni el cielo puede aguantar.

¿Recuerdas cómo el Istmo de Panamá surgió del océano
para presenciar la evolución de marsupiales?

Estou pedindo à Lua ou seu equivalente:
uma constelação em forma de coração 
ou um pôr-do-sol que nem mesmo o céu pode suportar. 
Você se lembra como o istmo do Panamá emergiu do oceano
para presenciar a evolução dos marsupiais?


Siguió todo lo demás: la crianza de peces de oro en China,
los descubrimientos de fuegos artificiales, del hipnotismo,
unos pocos medicamentos auténticos
que lograron atravesar océanos en el pico de un pájaro:
forsythia para hacer sensible el cuerpo;
syringa para fortalecer los miembros;
belladona para hacer los ojos más soñadores y para provocar [sueños; drogas que inspiran ecuaciones majestuosas
y convierten a las mujeres embarazadas en fresas.

Todo o resto se seguiu: a criação de peixes dourados na China,
as descobertas de fogos de artifício, do hipnotismo,
algumas poucas drogas autênticas
que conseguiram cruzar oceanos com o bico de um pássaro:
forsítia para tornar o corpo sensível;
Syringa para fortalecer os membros;
beladona para tornar os olhos mais sonhadores 
e provocar sonhos; drogas que inspiram equações majestosas
e transformam mulheres grávidas em morangos.


Repite sus nombres como estrellas, lee sus ingredientes, pero
sólo para recordar que hay otros sin nombres en absoluto,
ni siquiera consistencia irracional. Todo este tiempo, todo este tiempo,
todo este ser laborioso traído a la vida, este mundo de diferencia
y nuestras vidas transportadas a su sitio en el público
sin dinero y delirante en el paraíso.
Aquí estamos, piedras en nuestras gargantas
y extrañas semillas tranquilizadas en nuestros regazos.

Repita seus nomes como estrelas, 
leia seus ingredientes, porém
apenas para lembrar que existem outros sem nome algum,
nem mesmo consistência irracional. 
Todo esse tempo, todo esse tempo
todo esse ser laborioso trazido à vida, esse mundo de diferença
e nossas vidas transportadas para seu lugar 
em público, sem um tostão e delirando no paraíso.
Aqui estamos nós, pedras em nossas gargantas
e sementes estranhas tranquilizadas em nossos colos.


¿A quién está tratando de impresionar el universo?
¿Me puedes decir, como hombre de mundo,
el universo nos hará una visita,
si no tienes secretos para él?
Ésta es la atmósfera a que despiertan los animales
después de evolucionar, tan empapada de memoria que sólo [respirarte hace soñar como fumador de opio.

Quem o universo está tentando impressionar?
Você pode me dizer, como um homem do mundo,
o universo vai nos visitar,
se você não tem segredos para ele?
Esta é a atmosfera para a qual despertam os animais
depois de evoluir, tão encharcados de memória 
que só respirar o faz sonhar como um fumante de ópio.

Observa cómo la vida pasa dentro de una mujer
que quiere volcarse en ti.
Parirte para siempre.
(Insólita ocurrencia.)

Veja como a vida passa dentro de uma mulher
que quer derramar em você.
Dar à luz para sempre.
(Ocorrência insólita.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.