MusiCiência: Carl Sagan

Capa: Galáxia do Girino. Crédito Hubble Legacy Archive, ESA/NASA/Amal Biju. In APOD/NASA.

Nightwish Banda. SAGAN. Composição: Tuomas Holopainen.

Fonte: https://genius.com/Nightwish-sagan-lyrics

Música em homenagem a Carl Edward Sagan (1934 – 1996), criador da premiada série televisiva de 1980, COSMOS: Uma Viagem Pessoal, que ele mesmo narrou e coescreveu.  O livro Cosmos  foi publicado para complementar a série.

Sagan escreveu o romance Contacto, que serviu de base para um filme homônimo de 1997.

Em 1978, ganhou o Prêmio Pulitzer de Não Ficção Geral pelo seu livro Os Dragões de Eden.

SAGAN

Make me wonder
Make me understand
Spark the light of doubt and a newborn mind
Bring the vast unthinkable down to Earth

Me faça pensar,
Me faça compreender,
Acenda a luz da dúvida em uma mente recém-nascida
Traga a vastidão impensável para a Terra.

Always wary of a captive thought
Beware the very first unkind word
See who you are, where from, what of

Sempre atento e de um pensamento cativante
Atento à primeira palavra indelicada
Veja quem tu és, de onde és, de que és feito

Entering the unknown
Sending all the poets to the stars
Daring to see beyond the manmade
Woe to you who evade the horizon
Listening to Sagan
Dreaming Carl Sagan
Unseen streams
With understanding no poet is trapped
Woe to all who stop at the horizon

Adentrando o desconhecido
Enviando todos os poetas às estrelas
Atrevendo-se a ver além dos feitos da humanidade
Ai de você que evita o horizonte
Ouvir Sagan
Sonhar Carl Sagan
Fluxos invisíveis
Com conhecimento, nenhum poeta fica aprisionado
Ai de todos os que param no horizonte!

What kind of world would we call home?
Our own
Oasis of love, humility and hope
Eradicating all that’s not for life

Que tipo de mundo chamaríamos de lar?
O nosso mundo
Oásis de amor, humildade e esperança
Erradicando tudo que não é a favor da vida!

What kind of aim would we call high?
What kind of life would bath in the brightest white?
A limitless world will arise
Son of man, dare to let go of the cowardice

Que tipo de propósito chamaríamos de nobre?
Que tipo de vida se banharia no clarão mais brilhante?
Um mundo ilimitado irá surgir
Filho da humanidade, atreva-se a abandonar a covardia.

Entering the unknown
Sending all the poets to the stars
Daring to see beyond the manmade
Woe to you who evade the horizon
Listening to Sagan
Dreaming Carl Sagan
Unseen streams
With understanding no poet is trapped
Woe to all who stop at the horizon

(Tris)

Adentrando o desconhecido
Enviando todos os poetas às estrelas
Atrevendo-se a ver além dos feitos da humanidade
Ai de você que evita o horizonte
Ouvir Sagan
Sonhar Carl Sagan
Fluxos invisíveis
Com conhecimento, nenhum poeta ficará aprisionado
Ai de todos os que param no horizonte! 
(Tris)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.