Carregando Eventos

« Todos Eventos

Fevereiro Roxo: Alzheimer, Fibromialgia e Lúpus

fevereiro 1 @ 00:00 - fevereiro 29 @ 00:00

Fevereiro Roxo

A campanha Fevereiro Roxo foi criada em 2014, em Minas Gerais, com o lema

“Se não houver cura, que ao menos haja conforto”.

Alzheimer, Fibromialgia e Lúpus são doenças crônicas e que não têm cura. No entanto, há formas de controlar e retardar sintomas, além de existir tratamentos que permitem que o paciente conviva com as enfermidades.

O diagnóstico precoce é o melhor caminho para retardar e controlar sintomas.

Fibromialgia

A fibromialgia (FM) é uma condição que se caracteriza por dor muscular generalizada, crônica (dura mais que três meses), mas que não apresenta evidência de inflamação nos locais de dor. Ela é acompanhada de sintomas típicos, como sono não reparador (sono que não restaura a pessoa) e cansaço. Pode haver também distúrbios do humor como ansiedade e depressão, e muitos pacientes queixam-se de alterações da concentração e de memória.

Tratamento: O Ministério da Saúde aprovou por meio da Portaria SAS/MS n° 1.083, de 02 de outubro de 2012, o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT/MS) da Dor Crônica, que não recomenda tratamento medicamentoso específico para pacientes com fibromialgia.

Neste PCDT é abordado o tratamento não medicamento para a dor fibromiálgica, como a prática regular de exercícios físicos, terapia cognitiva comportamental, fisioterapia, acupuntura e agulhamento a seco sobre os pontos gatilho, conforme a capacidade física do doente e sob supervisão de profissional habilitado.

Inexiste tratamento medicamentoso significativamente eficaz para fibromialgia. Contudo, alguns pacientes se beneficiam do uso de tratamento das comorbidades, tais como ansiedade e depressão, que são disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Lúpus

O Lúpus é uma doença autoimune crônica, com períodos de exacerbação e remissão, que faz com que o corpo produza mais anticorpos que o necessário para mantê-lo em pleno funcionamento. Os anticorpos em excesso passam a atacar as células, causando inflamações nos rins, pulmões, coração, pele, articulações e até no sistema nervoso.

Ainda não há cura para o Lúpus, no entanto o tratamento, quando aplicado de forma adequada, pode controlar e até fazer desaparecer os sintomas da doença. Por isso, com o acompanhamento e tratamento corretos, ambos oferecidos de forma integral e gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é possível levar uma vida normal.

Tratamento: O Ministério da Saúde aprovou por meio da Portaria SAS/MS n° 21, de 01 de novembro de 2022, o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT/MS) do Lúpus Eritematoso Sistêmico, que descreve critérios de diagnóstico, critérios de inclusão e de exclusão, tratamento e mecanismos de regulação, controle e avaliação, é de caráter nacional e é utilizado na regulação do acesso assistencial, autorização, registro e ressarcimento dos procedimentos correspondentes.

Mal de Alzheimer

A doença de Alzheimer é a causa mais comum de demência, trata-se de um transtorno neurodegenerativo progressivo, que se manifesta por deterioração das funções cognitivas e da memória, comprometimento progressivo das atividades cotidianas, uma variedade de sintomas neuropsiquiátricos e de alterações comportamentais. Um dos primeiros sintomas, e o mais característico, é a perda de memória recente.

Tratamento: O Ministério da Saúde aprovou por meio da Portaria SAS/MS n° 13, de 28 de novembro de 2017 o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT/MS) da Mal de Alzheimer, que descreve critérios de diagnóstico, tratamento e mecanismos de regulação, controle e avaliação, é de caráter nacional e é utilizado na regulação do acesso assistencial, autorização, registro e ressarcimento dos procedimentos correspondentes.

Detalhes

Início:
fevereiro 1 @ 00:00
Final:
fevereiro 29 @ 00:00
Categorias de Evento:
,
Evento Tags:
, , ,

Local

Brasil
Brasil + Google Map
Ver site do Local

Deixe um comentário

Deixe um comentário